Home Opinião Marisa B. Krás Borges -RS A espera no aeroporto – Escreve: jornalista Marisa B. Kras Borges

A espera no aeroporto – Escreve: jornalista Marisa B. Kras Borges

4 min read
0
397

PORTO ALEGRE/RIO GRANDE DO SUL – BRASIL -É muito comum, para quem viaja, ter de passar algum tempo no aeroporto esperando uma conexão ou mesmo um voo que está atrasado.Quando isso me acontece, tento tirar proveito da situação, seja através da leitura de um bom livro, geralmente uma edição pocket que sempre carrego na bolsa, ou uma boa música no meu iphone.

Nesta semana, entre um voo e o outro, tendo uma espera de duas horas para enfrentar, decidi inovar, fechar o livro e desligar o celular.
O resultado foi muito prazeroso e ao mesmo tempo surpreendente. O tempo passou muito rápido e eu aproveitei para fazer algumas reflexões.
Vocês devem estar se perguntando o que eu fiz para “matar” um par de horas no banco desconfortável de um aeroporto e ainda tirar proveito disso.
Muito simples: fiquei observando as pessoas que iam e vinham imaginando histórias a seu respeito.

A diversidade 

Todo tipo de pessoa pode ser encontrada no aeroporto. Os mais organizados, que devem ter planejado uma viagem com bastante antecedência e economizado para realizá-la, os impulsivos, que decidiram se aventurar sem recursos suficientes, os casais de namorados que estão descobrindo as maravilhas da paixão e economizam um pouco por mês da mesada que recebem dos pais ou conseguem uma ajuda financeira para passarem as férias juntinhos; casais de meia idade que, após criarem os seus filhos, decidem realizar os seus próprios sonhos, homens e mulheres executivos que viajam normalmente a trabalho, pais com filhos pequenos no colo, que devem estar encarregados da prole enquanto as esposas realizam outras tarefas- ou seriam pais viúvos, solteiros ou separados?
Também podem-se encontrar os superconectados, entre os quais me incluo, que se sentam perto de um totem de tomadas para carregar os seus smartphones ou notebooks.
Tem ainda o pessoal que trabalha no aeroporto e que fica desempenhando as suas tarefas em meio aos viajantes apressados. A garota da limpeza flertando com o rapaz da segurança, o senhor de meia idade, que vai e vem com os carrinhos de bagagem, os tripulantes das companhias aéreas; os que preferem contratar uma excursão e seguem religiosamente os seus guias.Impossível não lembrar do filme “O Terminal” com Tom Hanks , vocês lembram?

Na próxima vez que tiverem de ficar no aeroporto, em lugar de ficar reclamando ou mal -humorados, experimentem fazer este exercício de observação. É muito interessante e vocês irão se surpreender.

Marisa B Krás Borges
Diretora de Redação
marisa@sierramar.com.br