Home Sul Rio Grande do Sul Apesar da queda na cotação, ainda tem gente dando risada com criptomoeda

Apesar da queda na cotação, ainda tem gente dando risada com criptomoeda

3 min read
0
417

 

GRAMADO/RIO GRANDE DO SUL – BRASIL – Depois do famoso caso do norueguês Kristoffer Koch, morador da capital Oslo, que havia comprado 5 mil bitcoins (equivalente a mais de R$ 125.850 milhões hoje em dia) em 2009 por algo em torno de R$ 66, a gente descobriu que a despretensão não fez só ele milionário.

Em 2014, quando a criptomoeda ainda estava em uma quase anônima ascensão, o rapper estadunidense 50cent abriu a possibilidade de compra do disco “Animal Ambition” em bitcoin.

Na época, a cotação do bitcoin girava em torno de US$ 660 e rendeu ao artista 700 unidades da moeda, o que já valia, na época, US$ 420 mil. Mas, com a valorização crescente, mesmo que hoje a gente observe a queda também cada vez maior da cotação, a bagatela vale mais de R$ 17 milhões, o equivalente a $ 5,1 milhões.

Sensacional, né? Mas, ainda não acabou.

 

Marcus Rossi – Ceo – Gramado Summit

O mais legal disso é que o TMZ descobriu que 50 Cent não gastou as criptomoedas nesses quatro anos, o que fez o rapper tirar onda no instagram: “Nada mal para um moleque de South Side. Estou muito orgulhoso de mim mesmo”.

O mais bizarro? O rapper não lançou nada de novo desde então.

Será que já enriqueceu o suficiente? O que nos resta debater sobre o assunto é se a diminuição de ritmo na carreira é comodismo e se ainda vale a pena investir em bitcoin.

Falando nisso, o mercado de investimentos é um dos assuntos que estarão em debate na Gramado SUMMIT.

Garanta sua credencial,

Marcus Rossi
CEO – Gramado Summit