Home Sudeste Minas Gerais Carnaval de BH deve receber quase 5 milhões de pessoas

Carnaval de BH deve receber quase 5 milhões de pessoas

10 min read
0
198

 

BELO HORIZONTE/ MINAS GERAIS – O carnaval de Belo Horizonte começou oficialmente desde o dia 16 de fevereiro e segue até 10 de março, domingo pós Quarta-feira de cinzas. A expectativa é que a capital mineira receba durante esse período – 23 dias de programação- um público de 4,6 milhões de pessoas, número 20% maior que o registrado em 2018. 

Aliás, tudo vai ser maior com relação à folia do ano passado. O número de blocos passou de 420 para 515 – quase 100 blocos a mais. O patrocínio aumentou de R$ 9 milhões para R$ 12, 8 milhões e os ambulantes cresceram de 9,6 mil para 13 mil. “Esse carnaval será o maior e o mais triste. É um momento complicado para os mineiros, mas, a vida tem que seguir seu fluxo. Quem vem para BH sabe que aqui é um carnaval com alegria, bem planejado, bem executado, com segurança. Ou seja, uma festa com ordem e liberdade. Tenho muito orgulho do carnaval da nossa cidade e espero que as pessoas aproveitem muito”, declarou o prefeito Alexandre Kalil (PHS) durante a coletiva de lançamento do Carnaval realizada na manhã desta quarta (13). No entanto, Kalil não é um folião nato e disse que vai passar os quatro dias de evento no “bloco dos lençóis e travesseiros”.

Gilberto Castro, diretor-presidente interino da Belotur, ressaltou que o grande diferencial da folia na capital mineira é a integração dos mais de 40 órgãos envolvidos – sejam municipais, estaduais, federais e privados – e de todas as áreas como segurança, limpeza e trânsito. “A cada ano, aprimoramos essa união de forças. Todos os órgãos e instituições envolvidas não medem esforços para fazer um evento grandioso e completo”, assegurou.

DESCENTRALIZAÇÃO 

Castro frisou que um dos pontos altos de 2019 é a maior descentralização da festa. Apesar da maior parte dos blocos ainda se concentrarem nas regiões Centro-sul, Leste e Noroeste, o carnaval tem chegado a lugares que tradicionalmente nunca estiveram como Venda Nova e Barreiro. Além dos 600 cortejos dos 515 blocos de rua, haverá shows nos palcos oficiais em diversas regionais da cidade, desfiles de Escolas de Samba e Blocos Caricatos, além de eventos privados e associados.

O diretor da Belotur destacou também a preocupação com quem não curte a festa de Momo. Esse ano, os blocos devem encerrar sua programação no máximo até às 22h enquanto que os palcos oficiais da PBH só podem funcionar até as 23h. Em 2018, o horário se estendeu até às 1h.

Um dos aspectos que recebem mais queixas dos foliões é a ausência de banheiros químicos. A Prefeitura assegurou que em 2019 haverá um crescimento e uma melhor logística com relação a isso. Serão 6,2 mil banheiros fixos distribuídos em 55 pontos, entre os dias 1º e 5 de março. Além disso, outros 3,6 mil banheiros móveis e 250 cabines PNE (para portadores de necessidades especiais, entre fixas e móveis) também darão suporte aos foliões.

A segurança também terá atenção especial. O Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) está com uma operação para garantir o bom funcionamento da cidade durante o Carnaval, trabalhando 24 horas por dia, nos sete dias da semana, com as 16 instituições representadas na Sala de Controle Integrada. Polícia Militar e Guarda Municipal vão atuar com efetivo máximo na polícia.

A Defesa Civil de Belo Horizonte também vem trabalhando para levantar os diversos riscos que podem estar nas rotas dos blocos de rua e repassar as informações para as regionais responsáveis. Durante todo o período oficial do Carnaval o órgão fará um monitoramento 24h por dia. Os foliões podem ter acesso às informações sobre clima e tempo pelas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram e canal público do Telegram pelo endereço: defesacivilbh.

MOBILIDADE

Durante a folia, a BHTrans vai realizar uma grande operação de trânsito e transporte na área central da capital e nas regionais com o objetivo de garantir a mobilidade dos foliões e da população que precisa transitar próximo aos locais da festa. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito (BHTrans, Polícia Militar e Guarda Municipal) vão trabalhar em parceria com diversos órgãos no Centro de Operação da Prefeitura (COP-BH). “Não sei se ele será o 2º ou o 3º maior carnaval do país. O que desejamos é que seja o melhor carnaval do país. Um carnaval para todos. Para os moradores, para os turistas, para os blocos caricatos, para as escolas de samba, para os blocos de rua”, salientou Gilberto Castro.

 PROGRAMAÇÃO

A programação oficial já está disponível no hotsite ww.carnavaldebelohorizonte.com.br e, na sexta (15), entra no ar o aplicativo Belo Horizonte Surpreendente que traz as informações atualizadas sobre os blocos de rua.

Soluções criativas (INSERT)

Uma das novidades da folia de 2019 é o lançamento de um edital que vai premiar soluções criativas – produtos, serviços ou processos para o Carnaval, sugeridos por startups, empreendedores, detentores de tecnologias, estudantes, profissionais e pesquisadores. O concurso tem como objetivo alavancar novas soluções que contribuam para a transformação urbana e social. Os candidatos podem se inscrever nos eixos temáticos Turismo, experiências e produtos; Mobilidade, transporte e acessibilidade; Segurança, prevenção e bem-estar e Sustentabilidade, limpeza e gestão de resíduos. “É uma maneira da gente trazer a população para mais perto da festa e aprimorá-la”, assegura Gilberto Castro. As informações estão no site: prefeitura.pbh.gov.br/licitacoes/belotur

Foto: Baianas Ozadas – Julia Lanari
Coluna Minas Turismo Gerais
Jornalista Sérgio Moreira
informações para sergio51moreira@bol.com.br