Home Opinião José C. de Araújo - CE Importância das Feiras de Turismo por José Carlos de Araújo

Importância das Feiras de Turismo por José Carlos de Araújo

5 min read
0
39

 

FORTALEZA/ CEARÁ – BRASIL – Ninguém tem dúvida de que o turismo, nas suas mais de cinquenta variações é hoje em dia fator da mais alta valia para a firmeza econômica de qualquer país. Em muitos deles, pequenos e grandes, a atividade é quase indispensável, pois representa a fonte de renda maior para sua sustentabilidade.

Em países destacados na comunidade mundial, a exemplo da França, da Espanha e Israel, o turismo está em lugar influente na economia, atraindo milhões de pessoas, não apenas pelas belezas naturais mas também por outros fatores como religião, riqueza histórica, acervo cultural e a própria situação geográfica. E há ilhas que são ricas por causa da atração turística, muitas delas quase desconhecidas. Mas, para despertar o interesse a fim de que os milhões de turistas viajem e conheçam tantas novidades mundo afora, hoje em dia faz-se imprescindível que sejam despertadas para tal. Aí está o valor indiscutível das feiras e eventos.

O situação do Brasil

O nosso Brasil, não obstante a variedade das riquezas naturais e culturais, engatinha no que diz respeito ao recebimento de visitantes, certamente por conta de maior divulgação. Esta é a razão por que o nosso Ministério do Turismo vem incentivando a promoção de feiras e eventos, acontecimentos da maior relevância na efetiva divulgação e promoção de destinos considerados atraentes para todos os públicos. De fato, são nestes encontros as oportunidades para “promover destinos, firmar acordos, mostrar melhorias, movimentar o mercado e a cidade anfitriã” ,com afirma o Ministério do Turismo, ,adiantando que as feiras nacionais são as grandes transformadoras do setor, reforçando que elas, atraindo milhares de pessoas, e movimentando milhões de reais, representam bastante para a economia do país.

FESTURIS – Feira Internacional de Turismo

Para exemplificar, aponta o Festival de Turismo de Gramado, considerada a mais efetiva feira de negócios de turismo da América Latina. Adianta o MTUR que “o FESTURIS, em Gramado (RS), completou 30 anos em 2018 e, além de marcar a história local, também emplacou 15 mil participantes em quatro dias de evento – um crescimento de 66,6% comparado à edição anterior. O número de presentes gerou um impacto econômico de R$ 17 milhões na cidade e na Região das Hortênsias. Sem dúvidas, o reconhecimento do órgão público sensibilizou   a CEO e realizadora do evento, Marta Rossi, ao lado dos seus dois competentes diretores da” Rossi & Zorzanello”, Eduardo Zorzanello e Marcus Rossi. Também o Ministério citou como exemplo exitoso de divulgação turística, entres outros, a WTM Latin America, em São Paulo (SP),, a ABAV EXPO (São Paulo-SP) e o FestivaL das Cataratas (Foz do Iguaçu-PR). . A conclusão óbvia a que se chega é que., como em qualquer atividade, sem uma divulgação competente, sem as feiras de negócios, o turismo brasileiro continuará patinando.

FONTE: Jornal ROTA DO SOL – Diretor/Editor:
Jornalista José Carlos de Araújo (Rg.149-1-37-52 DRT-CE)|
Fone: (85) 3244-4847 – e-mail : j.carlos.araujo@bol.com.br
FORTALEZA – CEARÁ – BRASIL