Home Centro-Oeste Distrito-Federal Ministério do Turismo monitora ações de segurança turística no carnaval de São Paulo

Ministério do Turismo monitora ações de segurança turística no carnaval de São Paulo

6 min read
0
162

 BRASÍLIA/DISTRITO FEDERAl – O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, (foto acima|) realizou na tarde de domingo uma série de visitas técnicas com foco na segurança dos foliões que escolheram São Paulo para curtirem o carnaval. Na agenda, visitas a uma unidade da Delegacia Especializada no atendimento ao turista localizada ao lado Mercado Municipal da cidade, cartão postal da capital, bem como ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). A ação de monitoramento da Pasta percorrerá ao longo da semana outros três importantes destinos de Carnaval: Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte.

Participaram da ação, ainda, os secretários nacionais de Integração Interinstitucional, Bob Santos; de Desenvolvimento e Competitividade, Aluizio Malab; e de Estruturação do Turismo, Robson Napier. Também estiveram presentes o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo no Congresso Nacional, deputado federal Herculano Passos; o deputado federal Damião Feliciano; a deputada estadual Rita Passos; e o presidente da SPTuris, Rodrigo Kluska.

Integração das forças de segurança 

“A integração das forças de segurança é fundamental para garantir que o turista possa transitar tranquilamente, leve uma boa impressão e recomende os nossos destinos. O carnaval é um produto turístico importante nessa construção da imagem do país”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Segundo estimativas da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o Carnaval deverá injetar mais de R$ 6,7 bi na economia e gerar 23,6 mil vagas temporárias de emprego, reforçando a importância da festa para a movimentação econômica do país. Em São Paulo, o impacto econômico projetado é de R$ 1,9 bilhão.

Trabalho de forma integrada

“Trabalhamos de forma integrada para garantir que milhões de foliões se divirtam em segurança e fico tranquilo com jovens da minha família se divertindo nas ruas da cidade no período de festa” comentou o coronel Vianna, coordenador operacional da Polícia Militar de São Paulo.

A expectativa da Prefeitura de São Paulo é de que 12 milhões de pessoas participem da folia no período de três semanas. Na hotelaria, espera-se uma alta em relação ao carnaval passado. A Associação Brasileira da Indústria de Hoteis de São Paulo (ABIH-SP) espera uma ocupação de 50% nos hotéis da capital, crescimento de 5% ante 2018.

Programação

A capital paulista terá a maior quantidade de desfiles da história: 516 blocos em 556 desfiles por 300 trajetos, no período entre 23 fevereiro e 10 de março. De acordo com a Secretaria de Subprefeituras, representam um crescimento de 20% em relação à edição de 2018, que reuniu 433 blocos.

Para encerrar o dia, o ministro visitou as obras da Fábrica do Samba, que contou com repasse de R$ 80 milhões do MTur. A primeira e segunda etapa já foram concluídas e a terceira parte está em andamento, garantindo mais segurança e conforto às escolas de samba do grupo especial de São Paulo. “Esse investimento cria mais um importante atrativo na nossa cidade nao só no carnaval, mas durante o ano todo”, comentou o secretário de Turismo do município de São Paulo, Orlando Faria.

FONTE – IMPRENSA DO MINISTERIO DE TURISMO DO BRASIL