Home Sudeste Minas Gerais O romance “Grande Sertão: Veredas” é considerado uma das mais significativas obras da literatura brasileira

O romance “Grande Sertão: Veredas” é considerado uma das mais significativas obras da literatura brasileira

15 min read
0
194

BELO HORIZONTE/MINAS GERAIS – BRASIL. O livro é elogiado pela linguagem e pela originalidade de estilo presentes no relato de Riobaldo, ex-jagunço que relembra suas lutas, seus medos e o amor reprimido por Diadorim. Seu autor, João Guimarães Rosa (1908/1967), é natural de Cordisburgo, interior mineiro, município que, em grande parte graças ao escritor (que também foi diplomata, novelista, contista e médico), respira cultura e turismo.(Foto acima: Museu Casa Guimarães Rosa).

Entre as várias homenagens ao filho ilustre, a mais marcante delas com certeza é o museu mantido em sua memória: o Museu Casa Guimarães Rosa, que comemora 45 anos de fundação. O imóvel é vinculado à Superintendência de Museus do Estado de Minas e foi criado por meio da Lei nº 5775 de 30 de setembro de 1971. Mas, como museu, o espaço só foi inaugurado em 30 de março de 1974.


Guimarães Rosa foi médico, embaixador, escritor e desbravador

Na casa onde nasceu o escritor e passou sua infância em Cordisburgo, cenário de experiências que iriam servir da matéria prima para a sua obra, o museu preserva um acervo de vários objetos, composto de registros de sua vida profissional como médico e diplomata, objetos de uso pessoal, vestuário, utensílios domésticos, mobiliário e fragmentos do universo rural descrito por Rosa, a exemplo de objetos de montaria e relacionados à atividade pecuária. Também está sob a guarda do Museu uma coleção de cerca de 700 documentos textuais entre os quais merecem referência os registros de caráter pessoal (certidões, correspondências recebidas e emitidas, documentos escolares), discursos, artigos em periódicos e originais manuscritos ou datilografados, a exemplo de “Tutaméia”, sua última obra publicada.

Referencia turística do Museu Casa Guimarães Rosa

O Museu Casa Guimarães Rosa constitui hoje uma referência importante para o turismo em Minas, integrando o roteiro tradicional de visitas à Gruta do Maquiné e arredores. Mas, para além desse turismo convencional, responsável por expressivo número de visitantes, o Museu vem se firmando como centro de atração de pesquisadores nacionais e internacionais, interessados em conhecer o seu acervo museológico, bem como o patrimônio cultural e ambiental disperso nas áreas urbana e rural de Cordisburgo, paisagem que deixou marcas indeléveis expressas na obra de Rosa. O espaço também conta com ações culturais, como lançamentos de livros, declamações e encenações de textos do escritor cordisburguense, além de abrigar a Associação dos Amigos do Museu Casa Guimarães Rosa (AAMCGR).


Livros escritos por Guimarães Rosa 

A peça teatral baseada em “Grande Sertão: Veredas” está prestes a virar filme. A imensa procura do público pelo espetáculo foi o motor para que a diretora Bia Lessa pudesse transpor a adaptação do palco para a tela grande. O material gravado está em fase de edição. No elenco, Caio Blat vive Riobaldo, Luíza Lemmertz é Diadorim e Leon Goes interpreta Hermógenes. A versão cinematográfica vai se chamar Travessia e deve estrear no segundo semestre de 2019.

O museu fica na Av. Padre João, 749, Centro de Cordisburgo (seguir em frente na rua São José, virar à direita na rua Governador Valadares, virar à esquerda na av. Padre João, caminhar ou dirigir por 300 metros), tem coordenação de Ronaldo Alves de Oliveira e pode ser visitado de terça a domingo, de 9h às 17h.

Telefone:(31) 3715-1425
museuguimaraesrosa@cultura.mg.gov.br
http://amigosdomcgr.org.br
facebook.com/casaguimaraesrosa

VESPERATA encanta com suas melodias nas ruas de Diamantina

Quem é apaixonado por uma boa música vai adorar ir à VESPERATA! Acomodado em alguma mesa se servindo da culinária deliciosa ou em pé mesmo, se espremendo entre um e outro para achar um ângulo bom para apreciar o espetáculo. Enfim, vale tudo para curtir o evento mais tradicional de Diamantina. Nós tivemos a oportunidade de vivenciar este evento.  


Terra do ex-presidente Juscelino Kubitscheck realiza a Vesperata

A VESPERATA é um evento musical, onde os instrumentos do 3º Batalhão de Polícia Militar e da Banda Sinfônica Mirim Prefeito Antônio de Carvalho Cruz produzem um som de primeiríssima qualidade. O repertório é composto de canções de diversos estilos, como bossa-nova, samba, MPB, entre outros que marcaram e ainda marcam o cenário musical do nosso país.Os músicos se apresentam lá em cima, nas janelas e sacadas dos casarões coloniais, que ficam em volta do Largo da Quitanda. Já o maestro fica lá embaixo, no centro do Largo, coordenando a apresentação. Em volta do maestro são distribuídas as mesas, que acomoda o grande público. Este, enquanto se emociona com a serenata, pode desfrutar do riquíssimo cardápio dos bares da Rua da Quitanda.

A partir das 19h, na Rua da Quitanda, começa o movimento da VESPERATA, com os turistas chegando às mesas e fazendo os pedidos dos “comes e bebes”. Para apreciar melhor e proporcionar maior conforto aos turistas, mesas e ingressos são disponibilizados e devem ser comprados com antecedência. 

Informações nas agências de viagens para compra dos pacotes de viagens para Vesperata datas ABRIL já aconteceu no dia 06 , próximo 27;MAIO – 04 e 18;JUNHO – 01, 22 e 29;JULHO – 13 e 20;AGOSTO – 03, 17 e 31;SETEMBRO – 14 e 28 e em OUTUBRO – 05 e 19 


Passadiço é uma atração em Diamantina

10 mil ovinhos nas ruas na CHOCOFEST

180 mil pessoas são esperadas no CHOCOFEST

 A festa ocorre de 11 a 21 de abril, em Nova Petrópolis, uma das cidades turísticas mais visitadas da Serra Gaúcha.A CHOCOFEST promete ser colorida e animada, com diversas atrações lúdicas para todas as idades. Entre as atividades, estão o tradicional Desfile de Páscoa, o Planeta das Guloseimas e o Caça ao Ninho – tudo gratuito.

A cidade também terá uma decoração temática com 10 mil ovos de todas as cores e tamanhos.

Esta é 21ª edição da CHOCOFEST, que espera mais de 180 mil pessoas durante os dias de festa e contará com a presença de diferentes marcas de chocolate caseiro da região.

Então, veja detalhes da CHOCOFEST 2019 e programe-se para visitar a serra com a família na Páscoa.

A CHOCOFEST 2019 leva o principal evento de Páscoa no Brasil para Nova Petrópolis, na região da Serra Gaúcha, pelo segundo ano consecutivo as ocorrem de 11 a 21 de abril e são gratuitas aos visitantes. A expectativa do evento é receber mais de 180 mil turistas de todo o país na CHOCOFEST.Nesse período, a cidade se transformará em um verdadeiro cenário encantado, reunindo personagens, guloseimas, shows e, claro, chocolate da melhor qualidade.

As atrações artísticas concentram-se na Rua Coberta, que fica na Praça das Flores, em Nova Petrópolis. Mas também vale um passeio pela cidade, porque todas as ruas centrais já receberam decoração para o evento, e um bom chimas vai bem nessa hora.

CHOCOFEST reúne experiência de gastronomia e cultura. Segundo o Diretor do evento, Eduardo Zorzanello, a participação dos moradores da região é fundamental para a realização da festa do chocolate. “O evento terá mais de 300 pessoas da comunidade atuando nas atrações principais, o que mostra o perfil comunitário do CHOCOFEST na Magia da Páscoa”, disse.

Para atender à demanda de consumo no evento, as principais marcas de chocolate caseiro da Serra Gaúcha já têm presença confirmada. FLORYBAL Chocolates, Chocolate Lugano, Caracol Chocolates, GRAMARTI e Cacau Gramado vão ter seus produtos disponíveis no evento para os chocólatras.



Milhares de ovinhos espalhados pelas ruas e praças

O público que vai visitar a cidade durante a CHOCOFEST irá conhecer um universo lúdico com cor e magia. Além de todos os espaços destinados a atividades, as ruas de Nova Petrópolis serão decoradas com 10 mil ovos de todas as cores e tamanhos.

Eles estarão espalhados na área central da cidade pelas avenidas, rótulas, praças e na Rua Coberta. Além dos ovos, coelhos pequenos, médios e gigantes, guirlandas, elementos que remetem à Páscoa, doces e guloseimas farão parte da decoração.

Coluna Minas TURISMO Gerais
Jornalista Sérgio Moreira
INFORMAÇÕES PARA:
sergio51moreira@bol.com.br