Home Sul Santa Catarina VOLTA AO MUNDO por Nelci Seibel

VOLTA AO MUNDO por Nelci Seibel

9 min read
0
294

JOINVILLE/SANTA CATARINA – BRASIL – Som do bandoneon em mãos infantis  –  música de bandoneon, implantada em Joinville pelos antepassados, para a alegria daqueles que prezam as tradições, certamente não será mais relegada ao esquecimento. Por iniciativa de Joraia e Dionisio Trappe demais  membros desta família, há 18 anos foi criada a BANDONEONFEST, anualmente realizada na Sociedade Rio da Prata Pirabeirabat – (Legenda da  foto acima: Bandoneonistas mirins de Joinville trazem alegria a qualquer festa) – Foto: Leo Laps.

Consolidada e incluída no calendário de festas da cidade, há alguns anos vem trazendo frutos que extrapolam a própria festa. São os 31 novos bandoneonistasque aprendem a dominar o instrumento, com um professor que vem de Pomerode toda semana e outro da própria Família Trapp. Meninos e meninas, em seus trajes típicos germânicos já animam festas e eventos, apresentando principalmente músicas alemãs. Na última semana tocaram no lançamento da Bierfest, alegrando os convidados. “Esta é nossa contribuição para manter viva a tradição alemã em Joinville”, disse Joraia Trapp, que faz batata frita e assa pãezinhos de queijo para os bandoneonistas mirins, nos dias de ensaio em sua casa.

O bandoneon foi inventado pelo músico alemão Heinrich Band, em 1821, para ser usado na música religiosa e na animação da música popular alemã.

Concurso de Jardins da 80ª Festa das Flores

A Prefeitura de Joinville está com as inscrições abertas para o Concurso de Jardins da 80a Festa das Flores de Joinville e os interessados devem se inscrever até o dia 28 de setembro. O regulamento e a ficha de inscrição do Concurso de Jardins da 80a Festa das Flores, estão disponíveis no site da Prefeitura de Joinville e no www.festadasflores.com.br.

A ficha preenchida deverá ser entregue na Secretaria de Cultura e Turismo – SECULT- das 8 às 14h, ou na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – SAMA, das 8 às 13h30min, ou na Unidade de Desenvolvimento Rural – UDR da SAMA, das 7 às 13hhou ainda na sede da Agremiação Joinvilense de Amadores de Orquídeas – AJAO, das 13 às 17h. A 80a Festa das Flore acontecerá de 13 a 18 de novembro, no Complexo Expoville.

Exposição de Marcos Rück

Após quarenta anos, o conhecido artista plástico Marcos Rück retorna à Galeria de Arte Victor Kursancew, na Casa da Cultura de Joinville. A exposição “Cronographia” foi aberta no último dia 11e apresenta desenhos, pinturas, objetos, peças criadas a partir da técnica francesa assemblage – que utiliza a colagem de objetos e materiais para obtenção de efeitos tridimensionais – e um site specific datado deste ano, especialmente produzido para a exposição.A exposição segue até o dia 28 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20h, com entrada é gratuita.

                                    “Turismo: Nosso Trabalho Gera Empregos’     

Alpen Park de Canela/RS engajado no projeto Turismo: Nosso Trabalho gera Empregos. Foto: Daniela Villar

 A ação é do Ministério do Turismo, cujo objetivo é fortalecer o setor perante a opinião pública e governos, mostrando o potencial do setor como atividade econômica capaz de gerar divisas e empregos. Este movimento nacional visa sensibilizar a sociedade para a importância do turismo no sentido de alavancar a economia brasileira e contribuir com o desenvolvimento do país.

A iniciativa quer ressaltar a capacidade de geração de empregos do setor e tem como foco as eleições de outubro.Segundo dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), um em cada cinco empregos no planeta foi gerado pelo turismo na última década. No Brasil, a atividade gera sete milhões de empregos.

Curitiba lidera cidades inteligentes no Brasil


Teatro Opera de Arame um dos grandes atrativos de Curitiba

A capital paranaense conquistou um novo reconhecimento: na recém-lançada edição de 2018 do ranking Connected Smart Cities, que lista as cidades mais inteligentes do Brasil, Curitiba figura pela primeira vez no topo do estudo.

Em sua quarta atualização, o ranking avalia 70 indicadores distribuídos em 11 eixos, sendo eles: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança. São Paulo ocupou a primeira classificação do estudo em 2016 e 2017.

Uma cidade inteligente deve ser criativa, sustentável, e que faça o uso da tecnologia para apoiar as soluções, tendo como foco principal o cidadão “Um dos avanços que Curitiba teve em relação ao ano passado foi no eixo tecnologia, “ressalta Fernando Matesco, diretor técnico do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI),

Mais informações: www.ici.curitiba.org.br. 

ESCREVE: Jornalista – NELCI TEREZINHA SEIBEL
JOINVILLE/SANTA CATARINA – BRASIL
Membro da Academia Joinvilense de Letras e
da Academia de Letras e Artes de São Francisco do Sul
Fone: 47 3425-4090 – 47 9631-0521
nseibel@terra.com.br