Home Ibero-America Argentina Argentina reabriu suas fronteiras para receber turistas de países limítrofes

Argentina reabriu suas fronteiras para receber turistas de países limítrofes

5 min read
0
75

BUENOS AIRES/ ARGENTINA -A medida rege a partir do mês de novembro e envolve viajantes do Brasil, Chile, Uruguai, Paraguai e Bolívia. Nesta primeira etapa só poderão voar a Buenos Aires e permanecer na área metropolitana da capital argentina.

  • Aqueles turistas que ingressarem ao país não deverão fazer quarentena.
  • Devido à queda de casos na Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA) nas últimas semanas, esta zona do país entrou na etapa de Distanciamento Social, Preventivo e Obrigatório, com maiores aberturas.
  • Para a entrada e saída do país os viajantes deverão apresentar uma Declaração Juramentada Eletrônica (DDJJ) no prazo de 48 horas prévias ao embarque, um PCR negativo com no máximo 72 hs. de antecipação e um seguro médico que comtemple internação e isolamento por COVID-19.
  • As pessoas com mais de 70 anos de idade ficam isentos da obrigatoriedade de realizar a DDJJ de forma eletrônica.
  • A entrada e saída do país será pelos seguintes terminais: Aeroporto Internacional Ministro Pistarini de Ezeiza, Província de Buenos Aires, Aeroporto Internacional San Fernando, Província de Buenos Aires, e o Porto da Cidade Autônoma de Buenos Aires (Terminal Buquebus. Será para aqueles turistas argentinos ou com residência na Argentina, e para uruguaios ou pessoas com residência no Uruguai).

Buenos Aires e área metropolitana 


Aeroporto de Ezeiza ( Foto meramente ilustrativa)
  • Os turistas que ingressarem ao país só poderão permanecer na Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA). Esta zona abrange a Cidade Autônoma de Buenos Aires e 35 partidos (municípios) da Província de Buenos Aires, próximos à capital argentina: Almirante Brown, Avellaneda, Berazategui, Berisso, Ensenada, Escobar, Esteban Echeverría, Ezeiza, Florencio Varela, General Las Heras, General Rodríguez, General San Martín, Hurlingham, Ituzaingó, José C. Paz, La Matanza, Lanús, La Plata, Lomas de Zamora, Luján, Marcos Paz, Malvinas Argentinas, Moreno, Merlo, Morón, Pilar, Presidente Perón, Quilmes, San Fernando, San Isidro, San Miguel, San Vicente, Tigre, Tres de Febrero e Vicente López.
Puerto Madero ( Puente de la Mujer) – Foto ilustrativa

  • Os turistas poderão se hospedar em hotéis, realizar passeios ao ar livre, visitar museus e galerias de arte, ir a feiras artesanais, compras em shoppings e centros comerciais a céu aberto, comer em churrascarias e demais locais gastronômicos ao ar livre ou em seu interior (a 25 por cento de sua capacidade. É necessária uma reserva prévia), entre outras atividades.
  • A Argentina recebeu o Selo Safe Travels por parte do WTTC que a define como DESTINO SEGURO.
  • Desde um primeiro momento, as autoridades nacionais trabalharam em medidas de prevenção. Algumas delas são: Distanciamento social: manter-se a dois metros de distância de outras pessoas / Uso de máscaras para circular pela rua / Lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool em gel / Tossir ou espirrar no cotovelo ou utilizar lenços descartáveis / Não levar as mãos ao rosto / Desinfecção dos objetos que são usados com frequência.

Buenos Aires ( Foto meramente ilustrativa)
Fuente: INPROTUR/AR