Home Nordeste Bahia Baianos celebram aniversário de Salvador

Baianos celebram aniversário de Salvador

4 min read
0
35

 

SALVADOR/ BAHIA – No dia 29 de março a cidade de São Salvador, capital da Bahia, comemora seus 464 anos. Saiba mais sobre Salvador e seus encantos.

Salvador, a capital da Bahia, estado do nordeste brasileiro, primeira capital do Brasil, terceira maior cidade do país com 2.710.968 milhões de habitantes (IBGE/2012) completa 464 anos. Quando incluímos sua Região Metropolitana temos um total de 3.866.004 habitantes. Foi fundada em 29 de Março de 1549, por Tomé de Souza, com o nome de São Salvador da Bahia de Todos os Santos.

Como primeira sede da administração colonial portuguesa no Brasil, a cidade é uma das mais antigas da América. Por muito tempo foi chamada de “Bahia” ou “cidade da Bahia”, inclusive por seus moradores, e aparece sob esse nome ou como ” São Salvador da Bahia” a fim de diferenciá-la de outras cidades homônimas, como El Salvador, país da América Central. Recebeu epítetos como a “Roma Negra“, por ser considerada a metrópole com maior percentual de negros fora da África.

Memórias

Guarda a memória do catolicismo dos portugueses em suas belíssimas igrejas barroca, as tradições negras e escravas nos terreiros de candomblé, as memórias indígenas traduzidas no culto à imagem da Cabocla. Destaca-se no cenário nacional por sua gastronomia fortemente influenciada pela África, bem como pela música e pela arquitetura colonial portuguesa com monumentos históricos do século XVII ao XIX. A música, a dança, a capoeira, os trajes, a culinária, a irreverência… , são marcas do seu povo.

 

Soteropolitanos

Quem nasce em Salvador é chamado de soteropolitano (gentílico de origem grega. Sotero = salvador; polis = cidade. Soterópolis = “cidade do Salvador”). A cidade está localizada em uma pequena península, mais ou menos triangular, que separa a Baía de Todos os Santos de águas abertas do Oceano Atlântico. O acidente geográfico (baía) recebe esse nome por ter sido descoberto no Dia de Todos-os-Santos – 1º de Novembro de 1501. Forma um porto natural, um dos principais de exportação do nordeste, no coração do Recôncavo Baiano.

Devido ao seu relevo acidentado, divide-se em Cidade Alta e Cidade Baixa e sua população é majoritariamente de origem africana. Em seu centro histórico, na parte alta da cidade, está o bairro do Pelourinho, que tem este nome por ter sido o local onde os escravos eram castigados. Foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985.


Baiana recepciona turistas no Porto de Salvador ( Foto:Rosilda Cruz )
Fonte: CAU/BA