Home Ibero-America Argentina Formosa, um segredo por descobrir na Argentina

Formosa, um segredo por descobrir na Argentina

3 min read
0
173

BUENOS AIRES/ ARGENTINA -Momentos Argentinos volta a cativar os seus seguidores mediante um novo conteúdo audiovisual. Nesta oportunidade, a aposta que o Instituto Nacional de Promoção Turística (INPROTUR) desenvolve, leva os e as viajantes a Formosa, mais precisamente ao Banhado La Estrella.

A atração turística de referência é um recurso natural para os turistas que escapam das cidades e desejam se conectar com a natureza. Pode-se visitar por estadias prolongadas ou simplesmente pode-se parar em um momento determinado para contemplar a paisagem, tirar fotos e seguir a viagem.

O Banhado pode ser percorrido simultaneamente com várias atividades. Por exemplo, pode-se navegar suas águas, sem deixar de lado a avistagem de sua fauna e flora autóctones. Por outro lado, é possível programar uma visita às comunidades aborígenes e ‘criollas’, além de realizar safaris fotográficos.

Um dos espaços ideais para viver este tipo de experiências é o Vertedero, localizado a 45 quilômetros de Las Lomitas sobre a Rodovia Provincial 28. Trata-se de uma obra hidroviária de 2012, construída para a administração da água mediante um sistema de comportas.

 

Nesse sentido, é importante remarcar que os pescadores que chegam ao lugar costumam se acomodar sobre a ponte às margens do Banhado e fazem piqueniques ou tomam chimarrão, além de observar a experiência dos peixes dourados no desnível. Os conhecedores do destino, definem o Vertedero como um espelho de água com troncos secos no qual aparecem seus galhos e onde pousam as aves biguás.

O outro lugar do Banhado é o Fortín La Soledad, uma pequena parada que se formou por causa das inundações. Está localizado a 65 quilômetros de Las Lomitas e se chega por um caminho de terra.

Por último, vale esclarecer que El Fortín foi crescendo à medida que o Banhado começou a ganhar seus espaços. Hoje em dia vivem cerca de 80 famílias com criações de porcos, bodes, cabras, ovelhas e hortas.

Foto: Divulgação
Fonte: INPROTUR/AR