Home Sudeste Minas Gerais Minas TURISMO Gerais por Sérgio Moreira

Minas TURISMO Gerais por Sérgio Moreira

14 min read
0
113

BELO HORIZONTE/MINAS GERAIS – O Ano de 2020 foi um dos mais trágicos da história do turismo, o setor mais afetado no mundo pela pandemia do Covid 19 o coronavírus, abriu um buraco enorme na economia das empresas em todos os setores do turismo, hotelaria, companhias aéreas, agências e operadoras de turismo, restaurantes, bares, empresas de transporte rodoviário, todos os setores da economia global, em todos os cinco continentes. O calendário brasileiro contabiliza, há quase um ano, a chegada da Covid-19 em seu território verde e amarelo. Desde março do ano passado, a luta contra esse inimigo invisível é constante e intensa.

Dentro da área econômica, muitos setores sofreram com a infecção viral, contudo, o início de 2021 trouxe boas notícias para a possibilidade de um recomeço.

Ainda que a retomada seja lenta, o volume de receitas do segmento de serviços trouxe resultados positivos: houve o crescimento de 2,6% na comparação entre os meses de outubro e novembro de 2020.

Dados do IBGE

As informações foram divulgadas no dia 13 de janeiro deste ano, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), por meio da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Após uma retração de 19% entre março e maio do ano passado, o segmento comemora o sexto mês consecutivo de um avanço no volume de receitas.

No que diz respeito ao turismo, ainda há um longo caminho para se percorrer. Não é de hoje que os dados apontam que o setor é o mais afetado dentro da crise provocada pelo coronavírus. Apesar de contabilizar, igualmente, esse crescimento de receitas ao longo dos últimos meses, ainda nos encontramos 30% abaixo do nível verificado antes da pandemia.

Déficit 

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), acumulamos um déficit de R$ 261,30 bilhões desde março, sendo o equivalente a quatro meses de faturamento do segmento. Hoje em dia, estamos operando com 42% da capacidade mensal de geração de receitas. Isso desencadeou a perda de 437,9 mil postos formais de trabalho. Sem dúvidas, é uma tragédia que buscamos reverter.

Boas notícias

Apesar dos percentuais negativos, o trade recebeu uma boa notícia recentemente, foi disponibilizado um investimento de R$ 8,3 milhões para 16 estados e o Distrito Federal. A iniciativa partiu do Ministério do Turismo que, com a medida, busca apoiar a reconstrução de campanhas promocionais, tanto de rotas turísticas quanto de produtos regionais, com foco no turismo interno e de curta distância – que tende a ser uma das tendências mundiais para os próximos anos.

O apoio financeiro não isenta a necessidade de manter as regras de biossegurança para garantir a proteção dos turistas e, claro, dos trabalhadores do segmento. Na verdade, apenas reforça a importância de manter os protocolos em dia para que continuemos as nossas atividades de forma segura e responsável.

É válido ressaltar que a retomada de grande parte dos negócios turísticos ainda depende de alguns pontos específicos que devem ser discutidos pelo governo o quanto antes. Para esse primeiro trimestre, por exemplo, é fundamental que haja a postergação do Programa de Refinanciamento de Dívidas (REFIS), que voltaram a ser cobrados.

Dias melhores

A fé e esperança de dias melhores virão. O segmento que, em 2018, respondeu por 8,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, sendo o equivalente a US$ 152,5 bilhões, sofreu um tsunami inesperado com a pandemia.

Todos os setores tiveram demissões em grande escala e que impactaram significativamente o corona vírus segmento. O ano de 2021 inicia e a esperança com as vacinas estão dando novo âmbito para o normal voltar a ser normal em todos os setores, assim seja!

Visite Belo Horizonte Edição Brasil

O projeto Visite Belo Horizonte – edição Brasil terá sua quinta edição realizada nos dias 28 a 30 de janeiro , com o objetivo de ampliar a oferta de eventos e negócios na capital mineira e promover o networking do setor, demonstrando todo o potencial belo-horizontino e a hospitalidade mineira.

Com caráter agregador, o projeto envolve várias instituições e parceiros locais, fomentando a economia e a gastronomia criativa da cidade. Belo Horizonte, com o reconhecimento pela UNESCO como Cidade Criativa da Gastronomia, se destaca ainda mais por seu empreendedorismo, movimento, cozinha excepcional, herança cultural privilegiada, aquele famoso “jeito mineiro de ser”. Tudo isso é traduzido no Visite, que acontecerá de forma virtual, com o mesmo objetivo em que foi criado de promover o turismo na capital mineira.

Aberto ao público

Como nas edições anteriores, o projeto é aberto ao público em geral e também direcionado a quinze convidados estratégicos elencados pelo BHC&VB. Em uma inovação dessa edição, os convidados serão agentes de viagens e organizadores de eventos das principais capitais do Brasil. O evento tem sua abertura no dia 28/01, com fala do presidente do BHC&VB, Sr. Jair Aguiar. Nesse encontro serão apresentados a BH Airport, o Sesc Venda Nova, o Minas Tênis Clube, o Mineirão e o Museu do Futebol. No mesmo dia, às 16h, será a apresentação do Complexo da Pampulha, Circuito Liberdade, Cine Theatro Brasil, Centro Cultural Itamar Franco, Palácio das Artes e Serraria Souza Pinto. Será feita às 18h a Cozinha Show com Edson Puiati, no Mercado Central e apresentação dos Restaurantes de Belo Horizonte.

Atividades

No dia 29/01, as atividades começam às 14h, com as apresentações do Actuall Hotel, Expominas BH, Minascentro e Catharina. No mesmo dia será feita as apresentações das feiras e eventos realizados em Belo Horizonte: Expocachaca, Superminas, Exposibram, Feira Nacional do Artesanato, Festival do Queijo Minas Artesanal e Cavalo Mangalarga Marchador. Já os hotéis terão o horário das 18 horas reservado para as suas apresentações. No dia 30, os participantes terão acesso a um conteúdo inédito. Além do público em geral, serão convidados todos os participantes das edições anteriores do VISITE BELO HORIZONTE

Evento tradicional


Praça da Liberdade, onde BH começou em 1897

Segundo Jair Aguiar Neto, presidente do Belo Horizonte Convention&Visitors Bureau, o Visite Belo Horizonte já está se tornando um evento tradicional para atrair demanda turística qualificada para a cidade, através da visita de grandes realizadores de eventos do Brasil. “Diante da impossibilidade trazê-los presencialmente devido a pandemia, que ainda estamos vivenciando, vamos transpor as montanhas que nos cercam e levar Belo horizonte até eles utilizando o meio virtual. Essa edição online já é um sucesso, pois permitirá que mais pessoas tenham acesso a essa experiência e vejam como somos uma excelente escolha como destino de eventos”, afirma

Para Hernani Castro, secretário executivo do Belo Horizonte Convention&Visitors Bureau, esse é um importante projeto para fomentar o destino BH e seus arredores, com objetivo de captar eventos e projetos. “As quatro primeiras edições cumpriram sua missão e estamos bastante satisfeitos com o retorno. Vamos apresentar BH com seus atrativos, locais para realização de eventos, toda nossa estrutura, hotéis, restaurantes, parques e museus”, comenta. O Visite Belo Horizonte é realizado pelo Belo Horizonte Convention&Visitors Bureau, gestão da Espaço Ampliar e patrocínio da Prefeitura de Belo Horizonte, através da Belotur. Todas as transmissões das lives serão no Facebook: https://www.facebook.com/BeloHorizonteCVB.

A programação completa está no site http://www.eventovisitebelohorizonte.com.br/

Minas TURISMO Gerais
Jornalista Sérgio Moreira
[email protected]