Home Sul Rio Grande do Sul Mudança de bandeira para alguns municípios da AMSERRA é tema de reunião extraordinária

Mudança de bandeira para alguns municípios da AMSERRA é tema de reunião extraordinária

10 min read
0
212

GRAMADO/RIO GRANDE DO SUL – BRASIL – A AMSERRA – Associação dos Municípios de Turismo da Serra promoveu reunião na manhã desta segunda-feira, 15, na Prefeitura de Gramado para tratar a respeito da bandeira vermelha, imposta pelo Governo do Estado, para alguns municípios que fazem parte da entidade, em relação a pandemia do CORONAVÍRUS.

O Prefeito de Cambará do Sul e Presidente da AMSERRA Schamberlaen José Silvestre abriu a reunião explanado aos Deputados Estaduais Elton Weber e Burigo, que participaram do encontro, colocando que desde o início da pandemia, os municípios da Associação tomaram suas decisões em conjunto, mudando apenas, necessidades específicas de cada Município, nos decretos até então. Cambará do Sul e São Francisco de Paula estão no grupo de bandeira amarela, Santa Maria do HERVAL, com bandeira laranja e Canela, Gramado, Nova Petrópolis e Picada Café, passaram a bandeira vermelha, conforme decreto do Governo do Estado do dia 13.

Pleito dos Municípios

 

Schamberlaen ainda salientou que os municípios pleiteiam o retorno para a bandeira laranja, com os devidos cuidados, levando em conta que a idéia não é liberar tudo, mas sim seguir com todos os protocolos, mas de forma que a economia não seja estagnada novamente, que a economia não pare.

O Prefeito de Gramado João Alfredo Bertolucci (FEDOCA) colocou que sua cidade e os demais municípios tem sido exemplo para muitos municípios brasileiros no que diz respeito as medidas protetivas quanto ao não contágio do CORONAVÍRUS. Também salientou que entidades de Gramado e Canela estão empenhadas e unidas para, em parceria, com os prefeitos para clamar ao Governador Eduardo Leite para tirar os municípios da AMSERRA que hoje estão na bandeira vermelha, pois os mesmos vivem essencialmente do turismo, e a economia não pode parar novamente.

O Prefeito de Nova Petrópolis Regis Hahn salientou que as cidades da AMSERRA seguiram todos os protocolos e tomaram todas as precauções e atenderam a todas restrições necessárias e vê como imprescindível que haja uma re análise por parte do Governo do Estado.

O Prefeito de Picada Café Daniel Rückert comentou que sua comunidade recebeu a notícia com surpresa, já que não conta com nenhum caso testado positivo.

Vice-Prefeito de Canela Gilberto Cezar, representando o Prefeito Constantino Orsolin, constatou que a disseminação da doença é imprevisível, mas que se as cidades ficarem 15 dias, na bandeira vermelha, com comércio, hotelaria e restaurantes e outros fechados, com certeza, fará com que a economia seja profundamente atingido, gerando até falências de algumas empresas. Cezar sugere que os municípios da AMSERRA tenham uma micro região autônoma, relativa aos assuntos de COVID-19.

A Prefeita de Santa Maria do Herval Mara Stoffe afirmou que atualmente está na bandeira laranja, mas acredita que logo passará para vermelha, em função de pertencer a região metropolitana, apesar de contar com apenas um caso confirmado com COVID-19 e sugeriu que seja pleiteado junto ao Governo do Estado uma flexibilização para os municípios da AMSERRA.

O secretário de Administração de São Francisco de Paula Roberto Monaco Lopes, representando o Prefeito de São Francisco de Paula Marcos Aguzzolli, posicionou-se solidário aos demais municípios da entidade que hoje estão com bandeira vermelha e salienta que pela proximidade das cidades, é estranho bandeiras diferentes

Participantes do encontro

Participaram do encontro, além dos já citados, secretários municipais e assessores das administrações municipais dos municípios envolvidos.

O Deputado Estadual Carlos Burigo afirmou que a Assembléia Legislativa não tem poder de decisão, mas desde o início da pandemia, os deputados procuram ouvir toda a sociedade, representantes dos mais diversos setores, tentando formar e formatar um entendimento da realidade para levar ao Governo do Estado e enfatizou que “não é crítica ao Governo, mas não podemos concordar com esta mudança de bandeira. Participamos de uma vídeo-conferência com o Eduardo Leite, apresentando a realidade de alguns municípios, pois entendemos que o Estado poderia ser divido novamente em micro regiões, de acordo com as características das cidades próximas. E finalizou dizendo que “cuidamos das vidas, mas não podemos fazer com que toda a economia seja prejudicada, pois precisamos também recursos até mesmo para manter o sistema de saúde.

O Deputado Estadual Elton Weber afirmou “que discorda da forma como o Governo está trabalhando com os dados relativos a cada município, já que se faz necessário levar em conta as situações específicas de cada um. É função do Estado, junto com os prefeitos, disponibilizar estrutura de atendimento de saúde. A regionalização e orientação é importante, mas as características de cada um precisam serem levadas em conta. Não tem como reclassificar sem antes dialogar com os prefeitos.”

Documento para ser entregue ao Governo do Estado

Foi redigido um documento a ser entregue ao Governo do Estado, solicitando a re-análise da bandeira, buscando que a mesma seja amarela para todos os sete municípios da AMSERRA.

Quanto ao cumprimento da imposição das regras da bandeira vermelha aos municípios já citados, os prefeitos afirmam que precisam de um tempo para se adequar as novas regras e que estão discutindo com o Governo do Estado. Ainda aguardam a reunião anunciada pelo próprio Governo, que deve ocorrer entre hoje e amanhã.

Fotos: Lu Zanatta 
Lu Zanatta
e-mail: [email protected]
whatsapp (54) 99978-58.10