Home Ibero-America Argentina O chamamé argentino declarado Patrimonio da Humanidade pela UNESCO

O chamamé argentino declarado Patrimonio da Humanidade pela UNESCO

3 min read
0
172

BUENOS AIRES/ ARGENTINA -No nordeste da República Argentina, no coração da região Litoral, está localizada a Província de Corrientes. Assim como suas vizinhas Misiones e Entre Ríos, está escoltada pelos míticos rios Paraná e Uruguai, que lhe dão um marco de beleza natural incomparável.

A cidade capital homônima é uma das mais importantes do Litoral, com um intenso ritmo diário e com praias que no verão reúnem grandes quantidades de turistas. Enquanto isso, no interior correntino existem lugares espetaculares como os Esteros del Iberá, uma zona úmida maravilhosa –a segunda maior do mundo- com mais de 4 mil espécies de flora e fauna –quase 30 por cento das espécies reconhecidas na Argentina.

Uma grande honra

“É uma honra para a Argentina e para a Província de Corrientes este reconhecimento por parte da UNESCO. Parabenizamos a quem trabalhou intensamente para que este reconhecimento aconteça e que adiciona à Argentina mais um elemento para mostrar este produto no âmbito internacional. O Chamamé é o reflexo da boa hospitalidade, da harmonia e do respeito entre as pessoas. É outro motivo para que o turismo mundial nos visite e conheça a fundo nossa incrível cultura”, valorizou o secretário executivo do Instituto Nacional de Promoção Turística, Ricardo Sosa.

Corrientes é conhecida por suas tradições, como o chimarrão, a pesca e o Chamamé. Precisamente, este último obteve o reconhecimento mundial ao ser declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

Sem dúvida, esta conquista é o resultado de inúmeras gerações argentinas que forjaram uma cultura de respeito e camaradagem com o próximo. O Chamamé é uma dança que representa grandes valores humanos, como a amizade, o cuidado com a natureza e a boa convivência.

Com o sapukay como grito emotivo e de força, esta dança é uma das insígnias da idiossincrasia do Litoral, que hoje ganha destaque em todo o mundo.

Fonte: INPROTUR/AR