Home Sudeste Rio de Janeiro Paraty lança Paraty Card: um cartão de benefícios para o viajante, em prol do turismo sustentável na cidade histórica

Paraty lança Paraty Card: um cartão de benefícios para o viajante, em prol do turismo sustentável na cidade histórica

6 min read
0
417

SÃO PAULO/ SP – BRASIL -Um cartão que oferece descontos e cortesias, a partir de uma pequena contribuição para o turismo sustentável de Paraty. Esse é o propósito do Paraty Card, um cartão virtual exclusivo, oferecido ao visitante que aceitar colaborar com R $2,50 (Dois reais e cinquenta centavos), em prol do turismo responsável e sustentável na cidade.

O Paraty Card começa a valer a partir de julho e seu funcionamento é simples: Ao fazer o check-in na pousada, o atendente vai perguntar ao visitante se ele quer aderir à contribuição e explicar os benefícios do cartão. Caso o cliente aceite, receberá um QR Code que dá acesso aos estabelecimentos com vouchers de descontos e cortesias disponíveis durante sua estadia.

O lançamento do cartão é uma iniciativa do Paraty Convention & Visitors Bureau (CVB), associação sem fins lucrativos que reúne mais de 65 estabelecimentos, entre pousadas, restaurantes, operadoras de turismo, mergulho, teatro e comércio em geral.

Imenso valor agregado

Para Sebastian Urquijo, diretor do CVB, o Paraty oferece um imenso valor agregado, ao beneficiar os dois lados da moeda: o turista e o turismo. “É uma ação simples em que todos saem ganhando: o visitante, ao ter acesso ao que há de melhor na cidade, o turismo sustentável e a economia formal de Paraty”, diz Sebastian.

Em tempos de pandemia e pós-pandemia, o Paraty Card também disponibiliza ao cliente a segurança de frequentar lugares que estão seguindo os protocolos sanitários, uma das condições básicas para os estabelecimentos que querem fazer parte do CVB. “Neste momento em que as pessoas buscam natureza, experiências ao ar livre, o cartão é também garantia de segurança”, reforça Sebastian.

Do outro lado da moeda, o do turismo, a utilização do cartão vai movimentar a economia, além de funcionar como um observatório do turismo na cidade, ao mapear dados simples como tempo de estadia e lugares visitados, ajudando a desenhar novas políticas dentro do tema. “Paraty tem uma demanda enorme por um turismo mais organizado, com maior infraestrutura”, diz Sebastian.

Isso significa não apenas organizar a visitação das atrações mais procuradas pelos turistas, como o Cais de Barcos, as cachoeiras do bairro da Penha e as praias de Trindade, mas destacar novos lugares e criar elos sustentáveis com as comunidades do entorno. “Estamos conversando com a comunidade, para fazer com que a visitação beneficie a todos, preservando o meio ambiente”, diz o diretor da CVB.

Três eixos

A soma arrecadada com as contribuições dos turistas, ao aderir ao Paraty Card, será utilizada em três eixos: social, ambiental e econômico. Nas ações sociais, destacam-se a manutenção da Orquestra Sinfônica de Paraty e o projeto Tênis na Praça, que oferece aulas e prática de tênis para mais de 100 crianças da região.

A iniciativa do cartão envolve as cidades de Angra dos Reis, Ilha Grande, Paraty, Ubatuba e Ilhabela, uma rota com grande potencial turístico, por unir dois polos importantes: São Paulo e Rio. Em breve, cada uma dessas cidades terá o seu cartão, com o mesmo propósito.

Stella Cardoso
[email protected]
(11) 93081-1414