Home Ibero-America Argentina Sim, abrimos fronteiras a todo o mundo

Sim, abrimos fronteiras a todo o mundo

10 min read
0
162

BUENOS AIRES/ ARGENTINA -A presente atualidade sanitária positiva, com uma importante queda de contágios, permite à Argentina anunciar ao mundo a reabertura de suas fronteiras. Tendo em vista a nova normalidade, graças à sua geografia privilegiada, com inúmeros espaços naturais e um comprovado respeito pelos cuidados e distâncias sociais, a partir de 1° de novembro se autorizará o ingresso de estrangeiros e estrangeiras de todo o mundo. Aqui, nós contamos a você o que deve fazer para ingressar:

– Esquema de vacinação completo com data de, pelo menos, 14 dias prévios à sua chegada ao país. Desta maneira, você NÃO estará obrigado a realizar a quarentena.

– Um PCR negativo no prazo de 72 horas prévias ao ingresso à nosso país.

Aqueles que derem positivo em seus testes terão a obrigação de permanecer isolados nos lugares determinados pelos destinos nacionais para tal fim durante 10 dias ou o que resultar maior conforme seja definido pela província em seu protocolo.

A abertura das fronteiras é realizada através dos corredores seguros aprovados pela autoridade sanitária nacional. Quais são os corredores seguros atualmente?

-Misiones: Passo Fronteiriço Terrestre “Tancredo Neves”, Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú (Puerto Iguazú), Ponte Internacional “San Roque González de Santa Cruz” (Cidade de Posadas) e o Passo Fronteiriço Bernardo de Irigoyen – Dionisio Cerqueira (Cidade de Bernardo de Irigoyen).

-Mendoza: Aeroporto Internacional Governador Francisco Gabrielli “El Plumerillo” (Cidade de Mendoza) e o Passo Fronteiriço Terrestre Cristo Redentor.

-Buenos Aires: Aeroportos Internacionais de Ezeiza, Aeroparque e de San Fernando e os terminais portuários de Buquebus e Colonia Express.

-Terra do Fogo: Aeroporto Internacional “Malvinas Argentinas” de Ushuaia e Porto de Ushuaia.

-Córdoba: Aeroporto Internacional “Ingeniero Aeronáutico Ambrosio Taravella” (Cidade de Córdoba).

-Entre Ríos: Ponte Internacional Represa Hidrelétrica de Salto Grande – Concordia (Argentina) – Salto (Uruguay) – (Cidade de Concordia).

-Tucumán: Aeroporto Internacional “Teniente Benjamín Matienzo” (San Miguel de Tucumán).

-Corrientes: Passo Terrestre Paso de los Libres (Argentina) – Uruguaiana (Brasil).

O custo dos testes que foram mencionados previamente ficarão a cargo das pessoas que ingressarem ao país.

Todas as pessoas que saírem da Cidade de Buenos Aires para o interior do país e voltarem à capital argentina não terão a necessidade de realizar testes.

Autorizaram-se as danceterias com uma ocupação de 50 por cento e para aquelas pessoas que tiverem completado o esquema de vacinação com, pelo menos, 14 dias de antecipação ao ingresso.

Habilitaram-se os eventos massivos de mais de 1000 pessoas com uma ocupação de 50 por cento.

O limite de estada no país se normalizou com base na realidade pré-pandemia. Quer dizer, de acordo com o que indicarem os vistos determinados de cada viajante.

Relação de voos

Estas boas notícias se somam à gestão para recuperar o mais rápido possível a maior quantidade de voos a nosso país. Neste sentido, é importante mencionar que se alistam as seguintes operações de novembro em diante:

Aerolíneas Argentinas

São Paulo-Buenos Aires (14 frequências semanais)

Rio de Janeiro-Buenos Aires (3 semanais em novembro e 4 em dezembro)

Assunção-Buenos Aires (2 semanais)

Santa Cruz de la Sierra-Buenos Aires (2 semanais)

Santiago do Chile-Buenos Aires (14 semanais)

Montevidéu-Buenos Aires (2 semanais)

Punta del Este-Buenos Aires (2 semanais)

Santiago do Chile-Mendoza (1 semanal)

Madri-Buenos Aires (4 semanais)

Miami-Buenos Aires (9 semanais)

Nova York-Buenos Aires (5 semanais em novembro e 6 em dezembro)

Bogotá-Buenos Aires (3 semanais)

Lima-Buenos Aires (3 semanais)

Cancún-Buenos Aires (3 semanais)

Punta Cana-Buenos Aires (3 semanais)

American Airlines

Miami-Buenos Aires (13 semanais em novembro e 2 diários em dezembro)

Nova York-Buenos Aires (um diário)

Dallas-Buenos Aires (um diário)

Delta Airlines

Atlanta-Buenos Aires (3 semanais em novembro e 4 em dezembro)

United Airlines

Houston-Buenos Aires (um diário)

Aeroméxico

Cidade do México-Buenos Aires (5 frequências semanais)

Air Canada

Toronto-São Paulo-Buenos Aires (5 frequências semanais desde                     dezembro)

Turkish Airlines

Istambul-Buenos Aires (6 frequências semanais)

KLM

Amsterdã-Buenos Aires (4 frequências semanais)

British Airways

Londres-Buenos Aires (7 frequências semanais em dezembro)

Lufthansa

Frankfurt-Buenos Aires (5 frequências semanais em novembro e um diário em dezembro)

Copa Airlines

Panamá-Buenos Aires (6 frequências semanais em novembro e 13 em dezembro)

Ethiopian Airlines

Addis Abeba-Buenos Aires (3 frequências semanais desde dezembro)

Paranair

Assunção-Buenos Aires (7 semanais em novembro e 11 em dezembro)

Boliviana de Aviación

Santa Cruz-Buenos Aires (3 semanais em novembro e voo diário em  dezembro)

Avianca

Bogotá-Buenos Aires (12 frequências semanais em novembro e 2  diários em dezembro)

LATAM

São Paulo-Buenos Aires (10 frequências semanais em novembro e 11 em dezembro)

São Paulo-Mendoza (3 frequências semanais)

Santiago do Chile-Buenos Aires (10 frequências semanais em novembro e 12 em dezembro)

Santiago do Chile-Mendoza (3 frequências semanais)

Santiago do Chile-Córdoba (3 frequências semanais em novembro e 4  em dezembro)

Lima-Buenos Aires (9 frequências semanais em novembro e 10 em  dezembro)

Lima-Córdoba (3 frequências semanais)

Air Europa

Madri-Buenos Aires (6 frequências semanais)

Iberia

Madri-Buenos Aires (um voo diário)

Barcelona-Buenos Aires (3 frequências semanais em novembro e 4  em dezembro)

Air France

Paris-Buenos Aires (3 frequências semanais)

Swiss Air

Zurique-Buenos Aires (2 frequências semanais)

JetSmart

Santiago do Chile-Buenos Aires (3 frequências semanais em novembro e voo diário em dezembro)

Flybondi

São Paulo-Buenos Aires (2 frequências semanais desde dezembro)

Florianópolis-Buenos Aires (3 frequências semanais desde dezembro)

Sky Airline

Santiago do Chile-Buenos Aires (6 frequências semanais em  novembro e voo diário em dezembro)

Santiago do Chile-Mendoza (4 frequências semanais)

Acrescenta-se que a Azul retomará suas operações em março de  2022 de Campinas a Buenos Aires e a companhia ITA de Roma a  Buenos Aires a partir de abril de 2022.

Fonte: INPROTUR/AR