Home Ibero-America Argentina Viva Air ratificou seu interesse de voar de Medellín a Argentina

Viva Air ratificou seu interesse de voar de Medellín a Argentina

6 min read
0
78

BUENOS AIRES/ ARGENTINA -Em representação do Ministro de Turismo e Esportes da Nação, Matías Lammens, o Secretário Executivo do INPROTUR, Ricardo Sosa, participou de uma reunião com Félix Antelo, CEO da linha aérea colombiana Vivar Air, para continuar a agenda de trabalho conjunto que começou no contexto da 39ª edição da Vitrine Turística ANATO e derivou no pedido formal da Viva para conectar a Colômbia com a Argentina.

Seria a primeira vez que a Viva Air contaria com voos para a Argentina. Seu projeto é incorporar 7 frequências semanais de Medellín à Cidade de Buenos Aires e outras tantas à Cidade de Córdoba. Além disso, solicitou pelos mesmos voos de Bogotá a Buenos Aires.

“A decisão desta linha aérea colombiana mostra claramente as intenções que a comunidade de aviação comercial tem de investir na República Argentina, porque todas as gestões foram realizadas durante esta pandemia e com as fronteiras fechadas, então entendemos que é duplamente satisfatória a concreção desta gestão que teve seu correlato com a apresentação oficial do pedido de voos à autoridade aeronáutica da Colômbia e que há algumas semanas foi aprovada em sua totalidade”, destacou Sosa durante a reunião por videoconferência.

“Além disso, há vários elementos para destacar, porque caso se concrete esta gestão, será o primeiro voo de longo alcance que esta linha aérea colombiana terá em seus itinerários internacionais, contando também com a previsão de utilizar um novo avião que será incorporado no próximo ano”, detalhou o Secretário Executivo do Inprotur.

Por outro lado, o titular da Viva, Antelo, manifestou seu agradecimento e expressou: “Acreditamos que para crescer quanto a destinos para o norte é preciso crescer para o sul também, e aí a Argentina começa a exercer um papel fundamental, temos certeza de que olhamos para um país que nos dá todas as garantias de desenvolvimento comercial”.

O CEO também indicou que prevê que seja possível começar a realizar as operações para o ano que vem, já que se concretizariam dois pontos importantes: o primeiro, a chegada de novos aviões -com capacidade para 188 passageiros- que contam com a autonomia necessária para realizar viagens para a Argentina, que calculou em 6 horas. O segundo, contar com o tempo necessário para poder promover tanto a Viva Air como a Argentina como destino com uma tarifa de voo realmente atraente para o turista.

Atualmente, os aviões da Viva cobrem viagens nacionais de 40 minutos e a viagem internacional mais longa é com destino ao México com uma duração de 4 horas.

Apoio do Ministro Lammens

Finalmente, Sosa manifestou o apoio novamente e destacou o papel do Ministro de Turismo e Esportes, Matías Lammens, sobre a busca que realiza constantemente por gerar novas conectividades para o país. Além disso, informou a Antelo sobre as novas disposições sanitárias que foram estabelecidas para outubro e novembro, a caminho de que se retirem as restrições que restam para todos os residentes que quiseram realizar turismo no país.

Fotos: Divulgação
Fonte: INPROTUR/AR